Informações sobre o MEI na panificação e confeitaria: Tudo o que você precisa saber

MEI

Compartilhe essa receita com as suas amigas:

Share on facebook
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on print

Descubra como o MEI pode ajudar os empreendedores de panificação e confeitaria a formalizar seus negócios e obter benefícios exclusivos. Leia agora!

Se você é um empreendedor na área de panificação e confeitaria, provavelmente já se perguntou sobre as vantagens de se formalizar como MEI. Afinal, o Microempreendedor Individual (MEI) é um regime tributário simplificado que pode trazer diversas vantagens e benefícios para quem deseja legalizar o seu negócio.

Nesse artigo do portal do MEI, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre as informações sobre o MEI na panificação e confeitaria. Desde os requisitos para se tornar um MEI, até os benefícios exclusivos que você pode obter ao se formalizar como microempreendedor individual. Vamos lá!

Requisitos para se tornar um MEI na panificação e confeitaria

Se você deseja se tornar um MEI na área de panificação e confeitaria, é importante saber que existem alguns requisitos básicos a serem cumpridos. Veja abaixo:

Faturamento anual: Para ser um MEI, o faturamento anual da sua empresa não pode ultrapassar o limite de R$ 81 mil reais por ano.

Atividades permitidas: A atividade de panificação e confeitaria está contemplada na lista de atividades permitidas para o MEI. Você pode conferir a lista completa no Portal do Empreendedor.

Ausência de sócios: O MEI não pode ter sócios. O empreendedor deve ser o único titular do negócio.

MEI

Benefícios exclusivos do MEI na panificação e confeitaria

Além de se tornar um empreendedor formalizado, o MEI na panificação e confeitaria tem acesso a diversos benefícios exclusivos. Veja abaixo:

Emissão de notas fiscais: Com o registro como MEI, você pode emitir notas fiscais para seus clientes, o que aumenta a sua credibilidade e profissionalismo.

Alvará de funcionamento: Ao se formalizar como MEI, você pode obter o alvará de funcionamento da sua empresa de forma simplificada, sem precisar enfrentar burocracias e longas filas.

Redução de impostos: O MEI tem uma carga tributária mais baixa do que outros regimes tributários, o que pode representar uma economia significativa no pagamento de impostos.

Acesso a serviços financeiros: Como MEI, você tem acesso a serviços financeiros exclusivos, como linhas de crédito com juros reduzidos e contas bancárias com tarifas diferenciadas.

Direitos previdenciários: O MEI tem direito a benefícios previdenciários, como aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade, entre outros.

Formalize seu negócio de confeitaria: conheça as vantagens de se tornar um MEI

Como proprietário de uma empresa de confeitaria, você sabe que seus doces são mais do que apenas produtos. Eles são um reflexo de sua paixão e criatividade e trazem alegria para seus clientes. No entanto, administrar um negócio não é apenas fazer deliciosos bolos e doces.

 Requer planejamento adequado, organização e cumprimento de requisitos legais e financeiros. Se você deseja levar seu negócio de confeitaria para o próximo nível, considere formalizá-lo como MEI (Microempreendedor Individual). Neste artigo, explicaremos o que é um MEI, as vantagens de ser um e como se tornar um MEI no Brasil.

Confeiteiro pode ser MEI? Descubra como se formalizar como Microempreendedor Individual

Se você é confeiteiro ou está pensando em iniciar um negócio de confeitaria, provavelmente já se perguntou se é possível se formalizar como Microempreendedor Individual (MEI). A boa notícia é que sim, um confeiteiro pode ser MEI, desde que cumpra os requisitos estabelecidos pelo governo.

Quais são as atividades permitidas para o MEI?

Existem mais de 400 atividades permitidas para o MEI, incluindo diversas relacionadas ao setor de confeitaria, como:

  • Fabricação de produtos de padaria e confeitaria com predominância de produção própria
  • Fabricação de pães, bolos, biscoitos e similares
  • Comércio varejista de doces, balas, bombons e chocolates

Como se formalizar como MEI no ramo da confeitaria?

Para se formalizar como MEI no ramo da confeitaria, é necessário seguir os seguintes passos:

  1. Acesse o Portal do Empreendedor e faça a inscrição como MEI.
  1. Informe a atividade econômica principal da sua empresa (confeitaria, padaria, etc.).
  1. Informe o endereço da sua empresa (pode ser a sua residência).
  1. Informe os dados pessoais e o número do CPF.
  1. Preencha a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI) e pague a guia do DAS mensalmente.

CNAE para Doceiras, Preparadores de Refeições e Salgadinhos: tudo o que o MEI precisa saber

Como Microempreendedor Individual (MEI) que administra um pequeno negócio de alimentos, você precisa registrar suas atividades no código CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) apropriado. A CNAE é um sistema padronizado que classifica as atividades empresariais para identificar sua principal linha de trabalho para fins tributários e regulatórios.

Os serviços de preparação de refeições são empresas que preparam e entregam refeições prontas aos clientes. O seguinte código CNAE é relevante para serviços de preparação de refeições.

MEI

Como vender doces: Use o CNPJ MEI para formalizar o seu negócio

Devido ao alto nível de desemprego na população, as pessoas costumam buscar formas de gerar uma renda extra. Uma das maneiras mais simples e rentáveis de fazer isso é vender doces, bolos e tortas. Essa atividade pode ser feita nas ruas, centros comerciais, por encomenda ou até mesmo pela internet.

Abrir um CNPJ gratuitamente é muito simples. As pessoas podem usar o aplicativo ou o site da MEI Fácil para realizar o processo e emitir o CCMEI. Ao se tornar um Microempreendedor Individual, os trabalhadores terão direito a benefícios trabalhistas, auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria e também ao INSS.

A seguir, listamos algumas opções de fontes de renda:

  • Venda de produtos online
  • Trabalho autônomo como freelancer
  • Serviços de consultoria
  • Investimento em ações e títulos públicos
  • Aplicativos de delivery
  • Negócios de artesanato
  • Aluguel de imóveis
  • Investimento em criptomoedas
  • Troca de moedas estrangeiras
  • Publicidade online.

Já tenho CNPJ: Como vender doces sendo MEI?

Se você possui um CNPJ MEI ativo, saiba que é possível investir na venda de doces e bolos por encomenda. Ao alterar seu cadastro MEI, você pode incluir o CNAE 5620-1/04 para atuar como doceiro.

Aqui estão algumas dicas para você iniciar seu empreendimento:

  • Estude e aprimore seus serviços;
  • Faça uma boa divulgação do seu negócio;
  • Controle os gastos da sua microempresa com a conta MEI Fácil;
  • Emita extratos e registre seus gastos no aplicativo;
  • Não espere, abra a sua conta MEI Fácil agora mesmo!

Com essas dicas, você estará pronto para decolar seu negócio e começar a vender doces e bolos por encomenda. Boa sorte!

Conclusão

Se você deseja formalizar o seu negócio de panificação e confeitaria, o MEI pode ser uma excelente opção. Além de simplificar a gestão e reduzir a carga tributária, o regime oferece diversos benefícios exclusivos, como acesso a serviços financeiros, emissão de notas fiscais e direitos previdenciários.

Lembre-se de cumprir todos os requisitos e obrigações do MEI, e busque sempre orientação contábil para garantir a saúde financeira da sua empresa. Com essas informações sobre o MEI na panificação e confeitaria, você poderá tomar a melhor decisão para o seu negócio e alcançar o sucesso empreendedor.

Veja mais no O que tem pra Comer.

Veja essas receitas especiais!

Quiabo Refogado
Caldo de ervilha
Peixe na Airfryer
Receita de Pão de Queijo simples
Salada marroquina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEITAS NO SEU EMAIL!

Deixe seu nome e e-mail para receber as receitas diretamente no seu e-mail! Já somos mais de 5mil inscritos.